Estudantes do Sul participam de etapa estadual do Torneio SESI de Robótica

  • Competição reune alunos da Escola SESI e de outras instituições de Criciúma, encerra neste sábado.

 

Os próximos dias serão de ansiedade e emoção para os alunos da Escola SESI de Criciúma. Os estudantes da instituição participarão do Torneio SESI de Robótica FLL, que se realizará nos dias 10 e 11 de novembro, em Joinville. Promovido pela Federação das Indústrias (FIESC), a disputa garante vaga para etapa nacional da competição. Já nos dias 13 e 14, o mesmo evento receberá equipes de escolas públicas, particulares e times de garagem e também contará com representantes de Criciúma.

“Serão dois torneios, o primeiro acontecerá entre 10 e 11 de novembro e contará com 51 equipes. A Escola SESI de Criciúma participará com quatro equipes, divididas em três modalidades diferentes. Já o segundo torneio, que será entre os dias 13 e 14 de novembro, nós levaremos dois times que fazem parte das turmas de alto desempenho formadas por estudantes município de Criciúma”, explica a supervisora da Escola SESI de Criciúma, Gabrieli Borges Ugioni Felipe.

Segundo Gabrieli, os estudantes se dedicaram muito para a competição. “Eles treinam quase todos os dias no contraturno escolar. O treino envolve pesquisa, desenvolvimento, planejamento, construção do robô, montagem de portfólios, visitas e empresas e/ou pessoas físicas que podem contribuir com a ampliação da visão dos estudantes sobre o tema do torneio, entre outros. Tudo isso envolve muita dedicação, empatia, engajamento e desenvolve nos alunos além das competências técnicas, habilidades socioemocionais”, explica.

A Escola SESI de Criciúma é reconhecida mundialmente pelo ótimos resultados conquistados nas competições de robótica que participa, por isso, a expectativa é de trazer ótimos resultados para a região carbonífera.

“Nossas expectativas são altas. Além do torneio ser muito próximo da realidade da nossa escola, onde utilizamos a metodologia maker para desenvolver nos nossos estudantes habilidades socioemocionais e o desenvolvimento técnicos, ainda existe o envolvimento e a dedicação dos estudantes. Os últimos meses foram intensos e cheios de aprendizado e crescimento. O que faz com que nossos estudantes se sintam mais confortáveis para encarar os desafios propostos pelo torneio. Por isso, eles estão prontos para mais esse desafio”, finaliza Gabrieli.

 

Colaboração: Jéssia Pereira

Gostou da notícia então compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Mais lidas da semana

Noticias em destaque

Noticias

Outros links uteis