terça-feira, 25 junho, 2024
Ultimas noticias

Como lidar com a ansiedade em tempos de quarentena

Estamos passando por um momento difícil, de mudanças e incertezas. O mal-estar psicológico pode se instalar e aumentar neste período, principalmente a ansiedade. Esta emoção faz parte da natureza humana, ela serve como alerta frente aos perigos que podem vir.

No entanto, quando ela aumenta muito e sai do controle causa prejuízos em nossa rotina e fragiliza nossa capacidade de adaptação e reação ao estresse. A preocupação em excesso acaba se tornando inútil, pois a vontade de controlar tudo ao redor jamais será possível.

1. Evite não fazer nada

Crie uma rotina e organize seu tempo: para quem está de home office o ideal é estabelecer períodos voltados a sua atividade profissional, respeitando intervalos e pausas. Não abrindo mão do tempo livre.

Encontre atividades como leitura, filmes, estudos, entre outras que façam sentido para você. Agora é o momento de se conectar e reconectar com novas funções e aprendizados.
Lembre-se que a inatividade pode produzir ainda mais a sensação de desânimo.

2. Evite informações desnecessária

Não é preciso estar o tempo todo conectado à televisão e ao celular para saber informações sobre o Covid-19. Buscar notícias uma ou duas vezes por dia já é o suficiente para se manter informado. O excesso de informações pode aumentar ainda mais a ansiedade e prejudicar a capacidade de concentração em outras atividades.

3. Evite o isolamento

Sentir uma certa solidão neste período é natural, afinal a rotina de muitas pessoas sofreu algum tipo de mudança. Porém a solidão também é capaz de provocar reflexões e percepções sobre seus sentimentos.

A tecnologia pode te auxiliar neste momento a se conectar com as pessoas que gosta. Una-se através dela com familiares e amigos que te façam bem, estar presente vai muito além da presença física.

4. Ouça o seu corpo

As nossas emoções sempre se manifestam no corpo de alguma forma, mesmo que tentemos ignora-las. O corpo e a mente estarão SEMPRE interligados. Por isso, é importante observar o que está pensando e sentido, uma vez que isso influencia diretamente em seu comportamento.

A ansiedade geralmente apresenta respiração acelerada, tensão muscular, aperto no peito, suor excessivo e dor na barriga. Essa análise já auxilia para que você não haja no automático e reflita qual a melhor atitude a ser tomada.

5. Evite pensamentos disfuncionais

Se você percebeu sintomas físicos de ansiedade, é importante parar e refletir sobre quais pensamentos estão passando em sua cabeça no exato momento. Muitas vezes eles podem não ser condizentes com a realidade. Identifique essa ideia, escreve e faça uma reflexão sobre ela.

“Este pensamento é totalmente verdadeiro ou falso?”
“Qual a porcentagem de ser verdadeiro e falso?”
“Se for verdadeiro, qual a pior coisa que poderá acontecer?”
“Qual o efeito de acreditar nesse pensamento?”

Neste período é muito importante tomar atitudes práticas de isolamento e higiene, mas atenção para que esses cuidados não sobrecarreguem sua SAÚDE MENTAL!

 

MARIANA TRAMONTIN
Psicóloga Clínica CRP 12/17310
 e marque seu atendimento direto pelo WhatsApp
Confira outros conteúdos no Instagram

Gostou da notícia então compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Mais lidas da semana

Noticias em destaque

Noticias

Outros links uteis