sábado, 25 maio, 2024
Ultimas noticias

Universidade Gratuita: mais de 71,2 mil acadêmicos serão beneficiados até 2026

Foto: Divulgação

Números foram apresentados na noite dessa segunda-feira (18/03), no lançamento do “Circuito Universidade Gratuita: Santa Catarina Melhor Pela Educação”, em Criciúma

Mais de 3,5 mil pessoas presenciaram de perto os impactos gerados pelo maior programa de educação superior do país por meio do “Circuito Universidade Gratuita: Santa Catarina Melhor Pela Educação”, iniciativa da Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe), em parceria com o Governo do Estado.

A ação, que percorrerá todas as regiões do estado, foi lançada na noite dessa segunda-feira (18/03), no AM Master Hall, em Criciúma, com a presença do governador Jorginho Mello; de secretários de Estado; da presidente da Acafe e reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta; de estudantes; além de autoridades políticas; empresários e comunidade em geral.

Durante o evento, Luciane apresentou números que comprovam que o Universidade Gratuita é o maior programa para o desenvolvimento humano, social e econômico de Santa Catarina.

“Esta é uma luta com conquistas, com resultados. Ainda em 2019, o então senador Joguinho Mello nos falava deste projeto. Anos depois, ele se torna candidato ao Governo do Estado e nos apresenta o programa, então denominado de Universidade Gratuita. Alguns ficaram em dúvida sobre a pertinência da ideia, mas outros, como eu, acreditaram, fortemente, na possibilidade. Jorginho se torna governador e implanta o programa. Então, o que nós temos hoje é o desfecho de uma trajetória pela educação”, enfatizou Luciane.

“Quando pedimos, recebemos e precisamos agradecer. Gratidão é um sentimento das boas pessoas, um sentimento que precisamos cultivar em todos os momentos da nossa vida. Este é um momento para agradecer aqueles que nos possibilitaram elaborar o Programa Universidade Gratuita. Nós passamos o ano de 2023 construindo, junto com a Secretaria de Estado de Educação, um projeto que foi implantado com a aprovação e o apoio da Assembleia Legislativa e com o protagonismo do Governo do Estado, por meio do secretário Aristides Cimadon”, acrescentou.

Realização do sonho

Após receber o carinho, o calor e as homenagens dos estudantes, o governador Jorginho Mello disse conhecer as dificuldades que pais, mães e até mesmo os próprios estudantes enfrentam para realizar o sonho da graduação.

“Quantos jovens frustrados porque não conseguiram o curso que tanto sonharam? Agora, em Santa Catarina, o dinheiro do tributo da população é reinvestido para que as pessoas estudem e se formem. Não existe nada mais digno nem mais nobre que isso. As contrapartidas irão transformar a comunidade de um estado que possui 1% do território nacional, mas que muito nos orgulha. Deus me deu a honra de governar Santa Catarina e poder criar o maior projeto de inclusão do país”, citou Jorginho.

“A grandeza e a decência venceram porque quem está do lado certo não perde. Precisamos acreditar nisso. Saio daqui feliz e radiante porque quero que a família de Santa Catarina vibre com a transformação que os estudantes irão promover nas cidades”, concluiu.

Números representativos

Ao todo, 28,5 mil estudantes foram beneficiados na primeira fase do projeto, o que totaliza investimento de R$ 216,9 milhões. Já para 2024, a previsão é atender mais de 47,7 mil acadêmicos, o que totalizará investimentos de R$ 663,2 milhões em bolsas.

Sobre o futuro do programa, Luciane ressaltou que o Universidade Gratuita deverá ofertar 57 mil bolsas em 2025, o que corresponde a R$ 887 mil em investimentos. A partir de 2026, em torno de 71,2 mil acadêmicos serão beneficiados com o programa, o que corresponderá a um investimento de R$ 1,1 bilhão.

Contrapartida em diversas áreas

A população catarinense será fortemente impactada de forma positiva pelo programa, já que será beneficiada pela contrapartida dos bolsistas. Conforme a presidente da Acafe, serão em torno de 21,3 milhões horas de prestação de serviços por ano, que equivale a 44,5 mil profissionais que atuarão 40 horas por mês, com atividades para o desenvolvimento do estado. Além disso, serão mais de três mil horas de formação continuada para profissionais da educação da Rede Pública Estadual de Ensino, totalizando o valor de R$ 302,1 milhões.

Os bolsistas atuarão em áreas como Saúde; Educação; Ciência, Tecnologia e Inovação; Assistência Social, Mulher e Família; Indústria, Comércio e Serviço, entre outros.

Além de tornar os dados públicos, o evento ainda registrou a assinatura de um Protocolo de Intenções entre Acafe e secretarias de Estado para a realização das contrapartidas e marcou o lançamento do aplicativo ProUG. “Por meio desta ferramenta, os alunos do Ensino Médio poderão acessar e identificar todas as instituições e os cursos de graduação que fazem parte do Universidade Gratuita. Os estudantes que já frequentam a Universidade terão a possibilidade de escolher a contrapartida que desejam desenvolver”, explicou a presidente da Acafe.

Personagem importante na concepção do projeto, o secretário de Estado da Educação, Aristides Cimadon, ressaltou a gratidão pela criação do Universidade Gratuita. “A gratidão muda a vida das pessoas. Com a sua visão e coragem, o governador Jorginho Mello nos brinda e nos proporciona a possibilidade de construir um programa para Santa Catarina que, eu não tenho dúvida, irá transformar o estado. Santa Catarina já nos orgulha, mas teremos muito mais condições pela contrapartida dos estudantes e das instituições, que possibilitará que nossas sociedades tenham uma melhor qualidade de vida e desenvolvimento em todos os municípios”, garantiu.

Reconhecimento

Durante o evento, o governador foi surpreendido pelo depoimento do acadêmico de Nutrição da Unesc, Leandro da Silva João que, ao lado dos pais, agradeceu a criação do Universidade Gratuita sem o qual, segundo ele, não teria a possibilidade de cursar o Ensino Superior.

“Graças a este programa, eu posso projetar um futuro melhor para mim e para o meu filho, além de realizar o sonho da minha família. Agora eu tenho a possibilidade de cursar o Ensino Superior e na área da Saúde da Unesc, uma Universidade Comunitária, que por meio dos serviços realizados, contribui com toda a sociedade. Agradeço aos responsáveis pelo Universidade Gratuita”, enfatizou.

Já o presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE), da Unesc, Caion Alves, salientou o privilégio em representar os 16 mil acadêmicos da Instituição. “A nossa voz traz uma palavra de alívio, pois este programa permite que possamos ingressar no curso do nosso sonho e não o que cabe no nosso bolso. A nossa palavra traz força e luta, ancorado a uma forte associação com a comunidade, papel semelhante ao desempenhado por nossas Universidades Comunitárias que têm destaque no Ensino Superior de Santa Catarina. Onde estiver a pauta da melhoria estudantil, nós iremos bater no peito e levantar a bandeira do Universidade Gratuita”, enfatizou.

Inscrições abertas

As inscrições para o Programa Universidade Gratuita seguem abertas até o dia 26 de março. Neste ano, a Unesc terá até quatro mil vagas disponíveis para aqueles que querem realizar o sonho do ensino superior.

Para participar, o acadêmico precisa estar matriculado em um dos mais de 40 cursos de graduação presenciais. Na página unesc.net/graduacao é possível acessar todas as opções presenciais e os diferenciais de cada um. Já no www.unesc.net/universidade-gratuita estão disponíveis todas as informações sobre o programa.

Além disso, os interessados podem procurar a Central de Atendimento ao Acadêmico (Centac), que atende de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h. Outras informações sobre ingresso podem ser obtidas pelo contato (48) 3431-2545, além do Whatsapp (48) 9 9644-0170. Para iniciar o sonho de cursar uma graduação na Unesc não é necessário realizar vestibular, com exceção do curso de Medicina. Basta ter histórico escolar em mãos, documentos de identidade e o desejo de dar o primeiro passo.

Os estudantes devem realizar o cadastro no sistema por meio do link: sistemaensinosuperior.sed.sc.gov.br e entregar os documentos comprobatórios até as 19h, do dia 26 de março.

Colaboração: Agecom

Gostou da notícia então compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Mais lidas da semana

Noticias em destaque

Noticias

Outros links uteis