sábado, 25 maio, 2024
Ultimas noticias

Transparência: Presidente da Acafe apresenta dados do Universidade Gratuita no Legislativo de Criciúma

Foto: Divulgação

Luciane Bisognin Ceretta destacou a transformação proporcionada pelo programa na cidade e no estado

 

Os números do Programa Universidade Gratuita foram apresentados aos vereadores de Criciúma e comunidade em geral pela presidente da Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe), e reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta. Além dos dados, durante a sessão desta terça-feira (19/03), ela enfatizou a transformação proporcionada pela iniciativa e respondeu perguntas dos vereadores, que fizeram questão de parabenizar e salientar a importância do Universidade Gratuita. Luciane foi à Casa atendendo pedido do vereador Júlio Kaminski.

 

“Ao olhar para o primeiro ciclo do programa, no segundo semestre de 2023 e ao observar todo o impacto que já gerou para os estudantes que acessaram o benefício, e ainda, observando o conjunto de estratégias que o programa compreende nas contrapartidas em forma de prestação de serviços, nós entendemos que o Universidade Gratuita é o maior programa para o desenvolvimento humano, que permite a ascensão social destes estudantes, de suas famílias e da economia do estado. Eu posso dizer seguramente que nós não temos no Brasil nenhum programa que se assemelhe ou se aproxime do  Programa Universidade Gratuita”, enfatizou Luciane.

 

Números do Universidade Gratuita na Unesc

 

No primeiro ciclo do projeto, mais de 2,5 mil acadêmicos da Unesc foram beneficiados com o Universidade Gratuita, somado ao Programa de Bolsas Universitárias (Uniedu). Para 2024, este número irá aumentar consideravelmente, já que a Instituição terá até quatro mil vagas do Universidade Gratuita.

 

“Do total de beneficiados no ano passado, 1,1 mil estudantes eram do grupo preferencial, ou seja, provenientes de escola pública ou particular com bolsa integral ou parcial. O número corresponde a 55% dos inscritos”, revelou a reitora, reforçando que o programa passou por alterações que irão possibilitar que ainda mais pessoas conquistem a bolsa.

 

“As bolsas do Programa Universidade Gratuita precisam retornar na forma de prestação de serviços às regiões catarinenses com quatro horas semanais de trabalho, que podem ser realizadas durante ou após a conclusão da graduação. Também como contrapartida, a Unesc irá proporcionar a realização de 222 mil horas de formação continuada para profissionais da educação da rede pública estadual de ensino, que iniciará em abril. Quando trabalhamos a formação de professores, proporcionamos a melhoria de indicadores; a excelência no ensino; a elevação da qualidade do ensino básico e do ensino médio no nosso estado. Então o programa se conecta com a educação básica e com o ensino médio, que nós consideramos de fundamental importância”, ressaltou.

 

Objetivos

 

Instituído pela Lei 831/2023, o programa tem como entre os objetivos, ampliar o acesso à educação superior, em nível de graduação; elevar a taxa de retenção e redução da evasão de estudantes da graduação; promover a inclusão social pela educação e fomentar áreas de conhecimento estratégicas de acordo com as características típicas das microrregiões do estado.

“Agradeço à reitora Luciane Ceretta por atender o nosso pedido para tratar de um assunto muito apropriado, sobre um projeto que iniciou no semestre passado e sobre as expectativas para a continuidade, sendo este um tema relevante para a educação e para a nossa bela Universidade”. falou o vereador Julio Kaminski.

No estado

 

Na soma das 16 instituições que compõem a Acafe,  28,5 mil estudantes foram beneficiados na primeira fase do projeto, o que totaliza investimento de R$ 216,9 milhões. Já para 2024, a previsão é atender mais de 47,7 mil acadêmicos, o que totalizará investimentos de R$ 663,2 milhões em bolsas.

 

Sobre o futuro do programa, Luciane ressaltou que o Universidade Gratuita deverá ofertar 57 mil bolsas em 2025, o que corresponde a R$ 887 mil em investimentos. A partir de 2026, em torno de 71,2 mil acadêmicos serão beneficiados com o programa, o que corresponderá a um investimento de R$ 1,1 bilhão.

 

Contrapartida em diversas áreas

 

A população catarinense será fortemente impactada de forma positiva pelo programa, já que será beneficiada pela contrapartida dos bolsistas. Conforme a presidente da Acafe, serão em torno de 21,3 milhões horas de prestação de serviços por ano, que equivale a 44,5 mil profissionais que atuarão 40 horas por mês, com atividades para o desenvolvimento do estado. Além disso, serão mais de três mil horas de formação continuada para profissionais da educação da Rede Pública Estadual de Ensino, totalizando o valor de R$ 302,1 milhões.

“Tivemos conversas com as secretarias de Estado para entender quais são as principais necessidades de Santa Catarina para que pudéssemos, enquanto Acafe, organizar um programa que desse conta de estabelecer projetos para que os estudantes possam desenvolver atividades naquelas necessidades. Na área da Saúde, na Economia, no Social, prestação de serviço, entre tantos outros. Também fizemos um diagnóstico do nosso estado e identificamos as principais ações que precisam ser desenvolvidas na forma de prestação de serviços para que, efetivamente, a ação desenvolvida pelos estudantes gere benefícios ao estado”, explicou Luciane.

Inscrições abertas

 

As inscrições para o Programa Universidade Gratuita seguem abertas até o dia 26 de março. Neste ano, a Unesc terá até quatro mil vagas disponíveis para aqueles que querem realizar o sonho do ensino superior.

 

Para participar, o acadêmico precisa estar matriculado em um dos mais de 40 cursos de graduação presenciais. Na página unesc.net/graduacao é possível acessar todas as opções presenciais e os diferenciais de cada um. Já no www.unesc.net/universidade-gratuita estão disponíveis todas as informações sobre o programa.

 

Além disso, os interessados podem procurar a Central de Atendimento ao Acadêmico (Centac), que atende de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h. Outras informações sobre ingresso podem ser obtidas pelo contato (48) 3431-2545, além do Whatsapp (48) 9 9644-0170. Para iniciar o sonho de cursar uma graduação na Unesc não é necessário realizar vestibular, com exceção do curso de Medicina. Basta ter histórico escolar em mãos, documentos de identidade e o desejo de dar o primeiro passo.

 

Os estudantes devem realizar o cadastro no sistema por meio do link sistemaensinosuperior.sed.sc.gov.br e entregar os documentos comprobatórios até as 19h, do dia 26 de março.

 

Circuito Universidade Gratuita

 

Nesta semana, a Acafe e o Governo do Estado iniciaram “Circuito Universidade Gratuita: Santa Catarina Melhor Pela Educação”, ação que percorrerá todas as regiões do estado e que foi lançada em Criciúma a presença do governador Jorginho Mello; de secretários de Estado; da presidente da Acafe e reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta; de estudantes; além de autoridades políticas; empresários e comunidade em geral.

 

Durante o evento, são apresentados os números que comprovam a importância e os impactos gerados pelo programa em setores como desenvolvimento humano, social e econômico de Santa Catarina.

 

O que dizem os vereadores:

 

Paulo Ferrarezi: “Eu agradeço por tudo que a Unesc tem feito e oferecido aos estudantes carentes da nossa cidade. Ainda hoje uma mãe me procurou porque precisava de orientação com relação aos estudo das filhas. Eu procurei os profissionais da Unesc que sempre nos atendem muito bem. A Unesc é a nossa casa. E pra muitos, a Unesc é a nossa mãe, o nosso pai, pois dá suporte na vida das pessoas e constrói a vida das pessoas. Eu torno público também que um profissional da Unesc ofereceu apoio e está fazendo a diferença na saúde de alguém da minha família. Muito obrigado, Luciane Ceretta. Que Deus abençoe todos vocês. Abençoe a cada um que está na Unesc estudando, trabalhando e oferecendo o melhor.”

 

Jair Alexandre: “Estava presente lá, a presença do governador do estado, do deputado, do secretário. A apresentação de todo o programa. Estava muito lindo mesmo. Parabéns a minha reitora Luciane Ceretta e equipe, porque este é o maior programa social na área da educação, que tem uma contrapartida, que é muito importante também. Imagino muitas das demandas do nosso município sendo supridas por meio da aplicação desse programa.”

 

Roseli De Lucca: “Como representante da Educação, parabenizo a equipe da Unesc porque foram sempre à frente para que o Universidade Gratuita saísse do papel e fosse aprovada. Sabemos a importância deste projeto. Eu conheço algumas pessoas que foram beneficiadas e não conseguimos ter a dimensão do que isso representa, não só para o estudante, mas para toda a família. Com certeza Santa Catarina sai na frente. Infelizmente, algumas pensam que investir em educação não dá retorno, e nós veremos aqui no estado que teremos retorno sim. Se já estamos à frente de outros estados do Brasil, daqui a alguns anos iremos mostrar o que a educação é capaz de fazer”.

 

Salésio Lima: “Tenho a oportunidade de ver o trabalho da reitora Luciane Ceretta que visitou cada gabinete dos deputados para tratar do Programa Universidade Gratuita. E este convencimento foi muito importante. O trabalho que a reitora fez é o trabalho que aconteceu em toda a Santa Catarina. Não tem como tirar o Universidade Gratuita da pessoa da reitora Luciane Ceretta e  da Unesc.”

 

Márcio Darós: “Eu pensei que conhecia a nossa cidade, mas acabei conhecendo realmente a Unesc depois que me tornei vereador, ao acompanhar todos os trabalhos. Eu sabia o que era o Unesc, mas não tinha ideia do tamanho desta Universidade e hoje eu tenho uma filha, que é colaboradora e estudante da Universidade e um filho que frequenta o Colégio Unesc. Nos sentimos confortáveis e em segurança em ter os nossos filhos nesta Instituição que já é muito grande, mas tem potencial para crescer muito mais”.

Colaboração: Agecom

Gostou da notícia então compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Mais lidas da semana

Noticias em destaque

Noticias

Outros links uteis