terça-feira, 25 junho, 2024
Ultimas noticias

Ter uma graduação aumenta em média 179% o salário em relação a quem não possui 

Dados do RAIS mostram que Ensino Superior é diferencial nos rendimentos dos trabalhadores no Brasil 

Ano novo começando e iniciar a faculdade está nos planos de quem acabou de sair do Ensino Médio. Para quem começou a trabalhar agora e busca melhor qualificação no mercado de trabalho, estar cursando uma faculdade é um diferencial para o currículo. De acordo com a RAIS (Relação Anual de Informações Sociais do Ministério do Trabalho e Emprego), o nível de salário médio de quem possui o Ensino Superior Completo é significativamente maior que quem não possui.

O Engenheiro Luis Mário Novochadlo, elaborou estudos em Power BI, utilizando como fonte a base de dados da RAIS (Relação Anual de Informações Sociais do Ministério do Trabalho e Emprego), que contém mais de 70 milhões de linhas (cada linha é um emprego).

O Power BI é um software, que trabalha para transformar dados em informações coerentes e de fácil compreensão. De acordo com os gráficos obtidos nele, o nível salarial de quem possui Graduação é 179% maior do que quem não possui.

“Com os dados disponibilizados pelo RAIS, foi desenvolvido em Power BI, que coleta os valores para apresentar de forma didática. Através dele conseguimos ver claramente que, quanto maior grau de instrução, maior o nível de salário médio. Não só de nível superior, mas à medida que vai subindo para Mestrado e Doutorado, também eleva o nível salarial”, explica Novochadlo.

Os dados do gráfico se referem ao ano de 2021*

De acordo com o reitor do Centro Universitário UniSatc, Carlos Antonio Ferreira, o conhecimento para crescer na profissão é essencial para quem almeja maiores salários e cargos. “O conhecimento, ele não ocupa lugar, você não o perde, e a partir desse conhecimento você pode construir outros. Se tens uma base muito limitada, o que tu consegues crescer também é limitado. O conhecimento por si só já é um valor. Para aprender coisas novas é necessário ter uma estrutura mínima”, afirma o reitor.

Em Santa Catarina, especialmente na Região Sul, a indústria passa por um processo de busca por profissionais especializados. Mais um motivo para que a qualificação, por meio do Ensino Superior, seja um diferencial. “Se a gente olhar aqui, especialmente em Santa Catarina, a gente vive uma situação de pleno emprego, porém muitas posições de trabalho exigem informação ou exigem um conhecimento, então a gente de um lado tem um volume de oportunidades impressionantes e não tem gente para ocupar alguns desses cargos, e isso ocorre em todas as áreas. Hoje existem plenas vagas nas engenharias, na área de comunicação, a área do design, é um volume de oportunidades de trabalho muito grande. Mas, para ocupar essas posições tem que estar com esse conhecimento”, reitera Ferreira.

Oportunidade de ter uma graduação gratuita 

Através do Programa Universidade Gratuita, do governo de Santa Catarina, quem possui até quatro salários mínimos por pessoa na família (R$ 5.280,00 por pessoa da família – valor do salário mínimo vigente em 2023), nasceu ou reside há mais de cinco anos no estado e fará sua primeira graduação ou segunda graduação (desde que a primeira não tenha sido com bolsa de estudos estadual), pode se candidatar para receber 100% de bolsa de estudo na faculdade.

Na UniSatc, somente para 2024, serão mais de mil bolsas de estudos através do programa Universidade Gratuita. São 11 cursos de graduação nas áreas de Comunicação, Engenharias e Negócios. O Centro Universitário possui uma sala exclusiva com colaboradores para orientar pais e acadêmicos sobre o Programa e quais os passos a seguir. As matrículas estão abertas e dúvidas podem ser sanadas através do WhatsApp (48) 3431.7502 e visitas das 8h às 20h no Campus da UniSatc.

 

Colaboração: Comunicação UniSatc

Gostou da notícia então compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Mais lidas da semana

Noticias em destaque

Noticias

Outros links uteis