terça-feira, 25 junho, 2024
Ultimas noticias

Exemplo de superação, estudante da Escola SESI conquista 900 pontos em redação do Enem

Clara Balduino Lucio, que é deficiente visual, foi destaque no Exame Nacional do Ensino Médio e irá cursar psicologia

A vontade de crescer profissionalmente, ter uma oportunidade de crescimento e se destacar como psicóloga no futuro, fizeram com que a estudante da Escola SESI, de Tubarão, Maria Clara Balduino Lucio e toda a sua família, nunca deixassem de sonhar. O apoio de todos, e, principalmente, a dedicação de Maria Clara aos estudos, possibilitaram que a estudante, que é deficiente visual, garantisse os 900 pontos na redação do Enem 2023.

“Vou conseguir fazer psicologia. Quero me dedicar à área da pesquisa, para poder entender melhor a respeito de transtornos psicológicos.  Meu sonho é ajudar quem não tem condições de pagar uma consulta”, afirma a estudante.

Para a mãe da jovem, Fabiana Balduino Lucio, toda a família está vibrando com o desempenho da estudante. “A Escola SESI sempre abraçou a Maria, lhe deu muitas oportunidades de crescimento, por meio da inclusão e da acessibilidade. Graças a Deus, encontramos adolescentes maravilhosos, que a acompanharam nesta jornada, e professores muito dispostos a adaptar suas aulas para a Maria, e a incentivá-la a buscar mais”, garante a mãe.

Destaques no Enem

Os estudantes da Escola SESI que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2023 obtiveram excelentes notas nas redações. De acordo com o levantamento feito pela instituição, as notas ficaram entre 840 e 900 pontos, pontuação alcançada pelas estudantes Maria Clara e Lara Pacheco, por exemplo. O que comprova a preparação assertiva, oferecida pela Escola SESI, em Tubarão.

Para o gerente de operações SESI SENAI Regionais Sul e Litoral Sul, Valmir Cabral da Silva Neto, o ENEM é a principal prova de medição da qualidade do Ensino Médio no Brasil, portanto, trata-se de uma das prioridades do Ensino Médio da Escola SESI. “Além de proporcionar um ensino com significado e exemplificações práticas para os conteúdos da educação básica tradicional, os alunos são preparados para essa avaliação, além de outros mecanismos de acesso ao ensino superior”, garante.

Segundo Cabral, os resultados obtidos pelos alunos, demonstram que a instituição está no caminho certo. “Formamos profissionais capazes de atuar no mercado de trabalho após a conclusão do ensino médio e de fazerem escolhas assertivas sobre a continuidade dos seus estudos”, finaliza Valmir.

 

Colaboração: Novo Texto

Gostou da notícia então compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Mais lidas da semana

Noticias em destaque

Noticias

Outros links uteis