terça-feira, 16 abril, 2024
Ultimas noticias

Estudo realizado no HSJosé é publicado em jornal internacional

Iniciativa teve o principal objetivo de difundir, aperfeiçoar e estudar o ecocardiograma sob estresse

Um feito importante que reforça a credibilidade e o trabalho desenvolvido por médicos e também pelo Centro de Pesquisa do Hospital São José foi enaltecido com a publicação de um estudo no Journal of the American Society of Echocardiography. O artigo é fruto de um grande estudo multicêntrico que vem sendo desenvolvido desde 2016 pelo grupo do professor Eugenio Picano (Instituto de Fisiologia Clínica de Pisa) e do Dr. Quirino Ciampi (Hospital Fatebenefratelli, Benevento) ambos na Itália. Tem como objetivo principal difundir, aperfeiçoar e estudar o ecocardiograma sob estresse.

“O Hospital São José é um dos centros recrutadores desde o início do estudo, pelo grande volume de exames e pela expertise que já possui na área. A importância deste estudo é medida pelo fator de impacto da revista na qual ele foi aceito para publicação. O Journal of the American Society of echocardiography é um dos maiores na área. Ter o nome da nossa instituição nele, tem um valor inestimável para a atual qualidade do serviço e para inspirar os colegas, a instituição e as novas gerações para manter o padrão de prestação de serviços aos pacientes que nos procuram”, enaltece médica cardiologista do HSJosé, Dra. Clarissa Borguezan Daros (CRM/SC 14264 e RQE 11078 RQE 11353).

Segundo a especialista, o ecocardiograma sob estresse é consolidado na investigação de inúmeros sintomas, tanto para melhorar a qualidade de vida dos pacientes, quanto para melhorar o prognóstico, a fim de descartar/ avalizar procedimentos cardíacos e não cardíacos.

“A importância de estudos como estes residem no aperfeiçoamento desta valiosa ferramenta, tanto por ser de baixo custo, quanto versatilidade, acessibilidade, por vezes não invasiva ou, no máximo, semiinvasiva ao paciente. É um privilégio poder fazer parte desse estudo e contribuir não somente localmente, maispaora toda a comunidade cientifica internacional”, finaliza Dra. Clarissa.

 

Colaboração: Comunicação HSJosé

Gostou da notícia então compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Mais lidas da semana

Noticias em destaque

Noticias

Outros links uteis