Serviço de Acolhimento em Famílias Acolhedoras completa 21 anos em Içara

Foto: Divulgação

Atualmente, nove jovens são contemplados pelo serviço com um novo lar para o seu desenvolvimento

O Serviço de Acolhimento em Famílias Acolhedoras está completando 21 anos de atuação em Içara. Administrado pelo Governo Municipal, através da Secretaria de Assistência Social, Habitação, Trabalho e Renda, o trabalho visa encontrar um novo lar para crianças e jovens vítimas de abuso, violência ou negligência por parte da família biológica.

Atualmente, no município, existem seis famílias acolhedoras para nove jovens acolhidos, sendo duas crianças, seis adolescentes e um adulto. “O serviço de acolhimento os leva para morar na casa dessas novas famílias ao invés de irem para um abrigo, onde terão um cuidado individualizado e diferenciado para se desenvolverem em um ambiente saudável”, explica Micheline Costa Alves, assistente social do serviço.

Todas as famílias acolhedoras são cadastradas na Prefeitura e passam por avaliações, visitas e treinamentos para bem receberem os novos membros. “Os acolhimentos só acontecem após a autorização do Poder Judiciário. Diante da situação, identificamos qual a melhor família para encaminharmos essa criança”, acrescenta Eduardo Michels Zata, secretário de Assistência Social, Habitação, Trabalho e Renda.

O serviço realizado pelo Município de Içara é considerado referência nacional, e constantemente os técnicos da pasta dão palestras em diferentes regiões para explicar como a iniciativa vem dando certo há 21 anos.

Projeto Travessia de Afeto

Nesta quinta-feira, dia 20, foi realizado o primeiro encontro do Projeto Travessia de Afeto, que reúne os jovens acolhidos e as famílias acolhedoras para a prática de atividades lúdicas, dinâmicas em grupo, rodas de diálogo, contação de histórias, brincadeiras, dentre outras ações importantes para o desenvolvimento.

Os encontros acontecerão quinzenalmente pelos próximos cinco meses, no Paço Municipal Ângelo Lodetti. “Ampliar a autonomia de crianças e adolescentes e de suas famílias acolhedoras é uma forma de construir um projeto de vida pautado nas potencialidades de cada um, aumentando as chances de termos um cidadão de sucesso no futuro”, enfatiza a prefeita Dalvania Cardoso. 

Colaboração: Prefeitura de Içara/Comunicação

Gostou da notícia então compartilhe:

Mais lidas da semana

Noticias em destaque

Noticias

Outros links uteis