Home Segurança Bombeira comunitária e apaixonada pelo serviço voluntário

Bombeira comunitária e apaixonada pelo serviço voluntário

248
COMPARTILHAR
Foto: Jornal Gazeta

Miriam Marcon sempre foi uma pessoa ligada ao voluntariado. Em toda ação em sua comunidade, no bairro Nossa Senhora da Salete, em Criciúma, ela sempre buscou auxiliar.  E, tendo esse gosto, no ano passado resolveu então ingressar no Corpo de Bombeiros. Fez o curso básico e o avançado e agora, há quase um ano, mensalmente presta pelo menos 24 horas de serviço voluntário na corporação de Içara, como bombeira comunitária.

“Sempre achei o máximo a atuação do Corpo de Bombeiros, então quando abriu as inscrições para ser bombeira comunitária, não hesitei. Fiz a inscrição, me engajei e hoje estou aqui, ajudando nos trabalhos do Corpo de Bombeiros de Içara. Comecei pelo curso básico, fui tomando gosto, fiz o curso avançado e posteriormente virei bombeira comunitária, que hoje é algo que gosto muito de fazer”, destaca BC Marcon, como é conhecida entre os companheiros de corporação.

Ela conta que a experiência na corporação está sendo melhor do que havia pensado, quando decidiu ser voluntária. “Quando a gente vai em uma ocorrência e ajuda a pessoa, é muito gratificante. A pessoa pode até não lembrar mais da gente, mas a gente lembra. No momento é uma grande adrenalina, a gente sente o que a pessoa sente”, ressalta.

Por toda a experiência adquirida, ela garante que não passa pela sua cabeça deixar o Corpo de Bombeiros. “Somente saio se eles me tirarem. Não quero deixar o que eu faço”, justifica. “Essa minha atuação ajudou bastante nas ações voluntárias que faço no bairro. Até pelo fato de eu ser a única bombeira comunitária, eles pedem muita informação e a gente faz o que pode”, finaliza Miriam.

 

Especial Jornal Gazeta

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here