Home Segurança Acidentes de trânsito são a principal causa de mortes violentas

Acidentes de trânsito são a principal causa de mortes violentas

205
COMPARTILHAR
Foto: Arquivo

O Instituto Médico Legal (IML) de Criciúma divulgou dados relativos aos atendimentos realizados no ano passado, de casos registrados na Região Carbonífera e em outras cidades de abrangência do órgão. Os números mostram que os acidentes de trânsito continuam sendo a principal causa de mortes violentas na Amrec.

Esse tipo de ocorrência foi responsável por 36,12% dos óbitos – 82, num total de 227 registrados, sendo que 28 pessoas perderam a vida em estradas de Criciúma, 12 em Içara e três em Balneário Rincão.

Em comparação a 2016, no entanto, houve redução de 5,74% no número de mortes em acidentes de trânsito. Naquele ano, foram 87 óbitos: 21 em Criciúma, 25 em Içara e um em Balneário Rincão.

Em relação ao ano anterior, também ocorreu uma queda acentuada na segunda maior causa de mortes violentas na região. Enquanto em 2016 foram praticados 60 homicídios, em 2017 aconteceram 40, representando uma diminuição de 33,33% no número de casos.

Em Criciúma, o montante caiu praticamente pela metade, passando de 37 para 19 assassinatos entre um ano e outro. E isso ocorreu também em Içara, onde houve cinco homicídios em 2016 e dois no ano passado. No Rincão, igualmente diminuiu, de oito para seis casos.

Outro dado preocupante é a quantidade de pessoas que tiraram a própria vida nos dois últimos anos. Em 2016, o IML havia registrado 42 casos, sendo 19 em Criciúma, seis em Içara e três em Balneário Rincão. Já em 2017, houve 43 suicídios. Vinte e seis deles foram praticados em Criciúma, seis em Içara e dois no Rincão.

Entre outras causas não naturais de morte, foram registrados em 2017 quatro óbitos por afogamento (sendo um em Criciúma e um no Rincão), seis por choque elétrico (três em Criciúma e um em Içara), quatro por acidentes de trabalho (três deles em Criciúma), cinco por acidentes domésticos (dois em Criciúma e um em Içara) e um no incêndio que atingiu um galpão que servia de depósito de móveis e eletrodomésticos no Centro de Içara.

 

Especial Jornal Gazeta

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here