Home Saúde Nota de Içara no Previne Brasil salta de 2.9 para 7.4

Nota de Içara no Previne Brasil salta de 2.9 para 7.4

26

O modelo de financiamento utilizado pelo SUS avalia o desempenho na atenção primária à saúde.

Atualizada recentemente pelo Sistema de informação em Saúde para a Atenção Básica (SISAB), a nota de Içara no Previne Brasil, que é o modelo de financiamento utilizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), saltou de 2.9, no 1º quadrimestre de 2021, para 7.4, no 1º quadrimestre de 2022, um aumento de 66%.

A média corresponde ao Indicador Sintético Final (ISF) do programa e influência na destinação de recursos para o município e este salto no ISF deveu-se ao trabalho realizado pelos profissionais da atenção primária e sua coordenação.

“O programa busca aumentar o acesso das pessoas aos serviços de atenção primária e o vínculo entre população e equipe, com base em mecanismos que induzem à responsabilização dos gestores e dos profissionais pelas pessoas que assistem”, disse o secretário de saúde de Içara Sandro Ressler. “O salto no desempenho mostra uma equipe mais engajada e que faz as devidas adequações por meio do E-Sus, responsável por reestruturar as informações da atenção primária à saúde em nível nacional”, completou.

O Indicador Sintético Final (ISF) considera sete situações para a elaboração da nota, confira:

1: proporção de gestantes com pelo menos seis consultas pré-natal realizadas, sendo a 1ª até a 12ª semana de gestação;
2: proporção de gestantes com realização de exames para sífilis e HIV;
3: proporção de gestantes com atendimento odontológico realizado;
4: proporção de mulheres com coleta de citopatológico na APS;
5: proporção de crianças de um ano de idade vacinadas na APS contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B, infecções causadas por Haemophilus influenzae tipo B e poliomielite inativada;
6: proporção de pessoas com hipertensão, com consulta e pressão arterial aferida no semestre;
7: proporção de pessoas com diabetes, com consulta e hemoglobina glicada solicitada no semestre.

Colaboração: Decom PMI