Residentes da Unesc levam orientações sobre medicamentos à população

Foto: Divulgação

Ações fazem parte do Dia Nacional do Uso Racional de Medicamentos, celebrado nesta sexta-feira (5/05). Além do campus, acadêmicos também estiveram nos bairros

Durante toda esta sexta-feira (5/05), os residentes da Residência Multiprofissional da Unesc realizaram uma série de ações para marcar o Dia Nacional do Uso Racional de Medicamentos.

Para isso, além de iniciativas no próprio campus, os acadêmicos foram à diversas comunidades repassar informações. Entre os os locais visitados estão as unidades básicas de Saúde dos bairros Centro, da Mina do Mato, do Bairro Renascer, além do Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) de Álcool e Outras Drogas.

Liziane Flores é uma das residentes que repassou informações a quem chegava nas Clínicas Integradas. No local, ela e os colegas falaram sobre o acesso aos medicamentos por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), além de abordar o projeto que possuem em parceria com a Clínica de Pneumologia.

“Temos pacientes asmáticos em Criciúma, por exemplo, que estão sendo orientados ao dispositivo, conhecido como bombinha. Isso porque hoje temos acesso a muitos destes medicamentos via Sistema Único de Saúde (SUS), mas muitos pacientes não sabem a maneira correta da utilização, além da maneira ideal de armazenamento”, salienta.

“Para nós é ótimo ter esta experiência, pois nos permite repassar informações e mostra a importância de ter contato com a população”, cita.

Mais iniciativas

Além da ação em frente às Clínicas Integradas, os residentes também realizaram o “Café Corredor”, momento em que, por meio de iniciativas lúdicas, também trataram sobre o uso correto dos medicamentos.

“Estas iniciativas são desenvolvidas para alertar a população sobre a necessidade da utilização correta dos medicamentos conforme a prescrição do profissional. É comum realizarmos atendimento em que identificamos a automedicação, por isso é fundamental orientarmos sobre os riscos que isso causa à saúde”, fala a coordenadora do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde Mental, Bruna Giassi Wessler.

Bruna, que também é professora do curso de Farmácia, acrescenta que, além do uso racional, o descarte e o armazenamento devem ser feitos com cuidado. “Os medicamentos não podem ser descartados no lixo comum, nem na privada e nem no ralo da pia, pois são resíduos químicos que podem contaminar o meio ambiente. Inclusive, temos a Farmácia Solidária como um dos pontos que, entre os objetivos, retira estes materiais em excesso das casas da comunidade para evitar a automedicação”, conclui.

Ações durante a semana

O assunto começou a ser tratado na última terça-feira (2/05), com o seminário “Uso Racional de Medicamentos”, por meio da parceria entre a Prefeitura de Criciúma e o Programa de Residência Multiprofissional em Atenção Básica/Saúde Coletiva da Unesc.

As palestras tiveram como intuito divulgar informações e dados referentes ao uso indiscriminado de medicamentos por pacientes, além de alertar sobre a importância de que sejam receitadas as doses adequadas às necessidades individuais.

O evento foi conduzido pelas farmacêuticas Queli Sostisso e Larissa de Oliveira e pelos médicos Thiago Borges e Alessandro Waterkemper, e ao longo das conversas, houve espaço para troca de experiências entre os profissionais e acadêmicos.

De acordo com a coordenadora do curso de Farmácia da Unesc, Silvia Dal Bó, a semana toda foi de abordagens de um assunto de extrema importância para a saúde da população. “O uso racional de medicamentos é amplamente debatido durante todo o curso de graduação em Farmácia da Unesc e é considerado um dos principais objetivos das políticas públicas de assistência farmacêutica”, explica.

Colaboração: Agecom

Gostou da notícia então compartilhe:

Mais lidas da semana

Noticias em destaque

Noticias

Outros links uteis