Lesões devem ser levadas a sério devido ao risco de infecções

Através dos curativos é possível proteger o corpo de infecções. A prescrição médica para um tratamento contínuo compatível é fundamental. “Entretanto, muitas pessoas atendidas inicialmente fora do hospital chegam sem receita para a troca do curativo”, relata a presidente da comissão de curativos do Hospital São Donato, Adriana Ribeiro.

Os protocolos mais atuais relacionados ao tema foram exemplificados com apresentação teórica e prática para a equipe de profissionais em uma capacitação na manhã desta quinta-feira, dia 21. A proposta da comissão é padronizar procedimentos, o uso de medicamentos e a descrição das feridas nos prontuários para acompanhamento da evolução.

Pessoas com idade avançada; pela clara, seca e descamativa; que tem mobilidade reduzida ou utilizam corticóides são mais suscetíveis a feridas. Por isso devem receber mais atenção. Além dos pacientes que já chegam com ferimentos, todos que passam por cirurgias ou estão acamados também recebem cuidados especiais para a cicatrização.

 

Colaboração: Lucas Lemos/Inoova Comunicação 

Gostou da notícia então compartilhe:

Mais lidas da semana

Noticias em destaque

Noticias

Outros links uteis