Viviam Lais Philippi completa uma semana de saudades

    9
    COMPARTILHAR

    Aos quatro dias de março de 2015 Içara viveu momentos de angústia e revolta com a morte da jovem Vivian Lais Philippi, de apenas 17 anos. Ela foi encontrada morta no final da tarde por um vizinho em um depósito de construção civil a 200 metros de sua residência, no bairro Jardim Silvana. Segundo a perícia, a estudante de Farmácia sofreu abuso sexual e asfixia.

    Uma passeata foi realizada no último sábado no Centro da cidade com a participação de mais de 2 mil pessoas, entre amigos, familiares e comunidade em geral. Passada uma semana a Polícia Civil de Içara mantém as buscas pelo assassino. 

    De acordo com o delegado de Içara, Rafael Iasco, ainda não há suspeitos. “Foram ouvidas oito pessoas entre familiares, amigos e moradores próximos ao local. Vamos ouvir outras pessoas e aguardar os inquéritos para chegar até o autor do crime”, destaca.

    Segundo ele, a população pode auxiliar nas investigações com denúncias na própria delegacia ou pelo número 181. As denúncias podem ser feitas em sigilo.

     

    Redação Içara News