Futebol é jogado nas quatro linhas

Sem jogadores de expressão, mas com muita vontade de vencer. Este é o Barão do Rio Branco. E com todos os méritos devidos, por saber atuar dentro das necessidades, está na grande final do Campeonato Içarense de Futebol 2017. O time chega à decisão com um plantel basicamente composto por atletas jovens, com pouca experiência, e outros já veteranos. O que chama a atenção é saber jogarem da forma como precisa.

Na fase final, eliminaram dois times considerados por muitos, inclusive por mim, como favoritos. E ambas as classificações vieram jogando como visitante. Na quartas de final, desbancou o EC Presidente Vargas por 3 a 1, no Primeiro de Maio. A partida em si não posso opinar, por não ter assistido, mas o favoritaço do jogo era sim o EC Presidente Vargas, independente das condições.

Na semifinal, por sua vez, eliminou o atual campeão, o Vila Nova, jogando em pleno estádio Beira-Rio, no bairro Vila Nova. Este jogo vi, então posso falar. Levando em consideração os nomes dos atletas e o desempenho dos times ao longo do campeonato, não tinha como não falar que o favorito não era o time da casa. Mas o Barão soube exatamente a forma de atuar, contando claro, também com falhas ofensivas dos atuais campeões. Mas quero ressaltar: o Barão pode não ter um plantel considerado como valioso, mas sabe o jeito certo de se comportar em campo.

E já é o segundo ano consecutivo que o Barão tem um plantel modesto, mas chega à decisão. Do outro lado da final, então está o Real Içara, que de forma incontestável está na decisão. Mas neste caso, com um plantel de jogadores de destaque regional e que mostra uma união dentro e fora dos gramados que é bonito de se ver.

A presença do Real Içara na decisão era uma aposta que eu havia feito e concretizou-se. A campanha do time, aliás, é impecável. Venceu todos os jogos, exceto na última rodada da primeira fase, quando empatou fora de casa.

A grande final acontece no próximo domingo, dia 8. Vamos ver o que acontece: se vence o favorito de ponta a ponta ou então se vence aquele que é considerado como o azarão. Lembro que não há vantagem de empate.

Por ora é isso. Uma ótima semana a todos!

Lucas Heckler – Cronista esportivo e acadêmico de Educação Física

Facebook.com/BlogLucasHeckler
Facebook.com/lucasheckler
Instagram.com/lucasheckler
lucasgheckler@gmail.com

Gostou da notícia então compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Mais lidas da semana

Noticias em destaque

Noticias

Outros links uteis