Home Balneário Rincão Ambulantes reclamam de demora na concessão de alvarás

Ambulantes reclamam de demora na concessão de alvarás

36
COMPARTILHAR
Foto: Jornal Gazeta/Arquivo

Muitas pessoas aproveitam o movimento da alta temporada em Balneário Rincão para ganhar um dinheiro extra, mas para poder trabalhar nas ruas e na praia é necessário providenciar o alvará. E a dificuldade na aquisição desses documentos está gerando uma insatisfação por parte de alguns trabalhadores.

“Na temporada passada, era no mês de outubro e já tínhamos o alvará na mão. Só que este ano, estamos em dezembro, com a temporada de verão começando, e até agora não sabemos a forma como trabalhar”, reclama um vendedor ambulante que preferiu não se identificar.

De acordo com ele, a demora prejudica o planejamento para a temporada de veraneio. Outra preocupação é de que a atuação acabe proibida. “A gente fica preocupado, porque dependemos dessas vendas nesta época. Somente pedem para a gente esperar, não dão uma resposta de fato”, afirma.

De acordo com o gestor da Secretaria Municipal de Administração, Finanças e Desenvolvimento Econômico, Rafael Motta, a pendência quanto à situação dos ambulantes deve-se ao planejamento que a prefeitura de Balneário Rincão realiza para a temporada. Segundo ele, algumas possibilidades estão sendo avaliadas, o que deve interferir diretamente no trabalho desses profissionais.

“Estamos planejando uma organização do centro de eventos à beira-mar, uma situação realmente nova, e até agora não chegamos a uma conclusão de como as coisas vão acontecer. Então, não adianta liberar esses alvarás e depois ir contra ao que é planejado. Estamos fazendo tudo com muita cautela, para que seja da melhor forma possível”, explica Motta.

Ele, no entanto, acredita que a situação deve ser oficializada ainda esta semana. “Então, aos vendedores ambulantes, no máximo até na próxima segunda-feira, a gente deve fazer a liberação. Apenas estamos segurando, para que o local onde eles podem trabalhar não conflite com um planejamento nosso”, justifica.

O gestor ainda pede que os interessados em prestar o serviço durante a temporada continuem fazendo todo o procedimento normalmente.

 

Especial Jornal Gazeta

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here